top of page
Analista financeiro

Tire sua dúvida sobre as
nossas soluções!

  • Foto do escritoreSales

Visão do módulo de Ressarcimento para as Transportadoras












No artigo anterior, eu mostrei a você como funciona o módulo de Ressarcimento para o embarcador. Neste artigo, vamos falar sobre as funções do módulo para as transportadoras.


O primeiro ponto é que o embarcador precisa ter as transportadoras cadastrados e cada transportadora terá seu login e senha. Via de regra, o login do transportadora é seu CNPJ.



Estando logado no módulo de ressarcimento, aa transportadora terá na primeira tela a análise de eventos, dividida em duas seções, , ou seja, que dependem de uma ação da transportador e ainda não estão finalizados. Sempre que o Embarcador registrar novas solicitações de ressarcimento em sua base, elas virão para cá e o Transportador deverá dar andamento à solicitação.


Em filtros, como o próprio nome já diz, é possível incluir informações de eventos específicos e filtrar os resultados pelo código do Evento, NFO, NFD, ND, Criado por, Data inicial e Data final e por Status.



Incluindo qualquer uma dessas informações, a transportadora poderá clicar em pesquisar e o portal trará os resultados listados abaixo.



Nesse caso, eu não estou aplicando nenhum tipo de filtro e tenho aqui, na seção Lista de Eventos todos aqueles que estão Pendentes, ou seja, que dependem de uma ação da transportadora e ainda não estão finalizados. Sempre que o Embarcador registrar novas solicitações de ressarcimento em sua base, elas virão para cá e a Transportadora deverá dar andamento à solicitação.


Já na aba todos, são listados todos os eventos, independente de seu status.


Voltando para a aba pendentes, a transportadora irá clicar no link do evento e será direcionado para a aba de Detalhes do Evento.




Nessa tela, é exibido o status do evento e se ele está ou não dentro do prazo SLA definido pelo Embarcador.


Abaixo, são detalhadas informações como: Nº Evento, Data de Criação, Criado por, Usuário, Valor Líquido, NFO, NFD, Data Ordem Docto, Cliente, Transportadora, Divisão, Motivo Reclamação, Texto do Evento, Prazo SLA. Em seguida, são listados os produtos avariados que foram reportados pelo cliente. É exibido o código do produto, a descrição, a quantidade do produto presente na entrega, a quantidade que apresentou avaria, a quantidade na Caixa Master e a Quantidade de Unidades por Palete.




Rolando para o final da página, é exibido o Registro de Status atual e na aba Outros Registros, são exibidas todas as etapas pelas quais esse evento já percorreu.

Clicando em Adicionar Comentário, é possível incluir um comentário sobre a fase desse evento. Vale lembrar que o comentário fica visível tanto para a transportadora como para o embarcador.


Lá no topo da tela, há um botão intitulado Ações. Clicando nele, são exibidas todas as possibilidades de resposta que o embarcador configurou para este tipo de evento.



Nesse caso eu tenho as opções:









Procedente com Débito: em que a transportadora reconhece o evento e assume o débito frente à empresa embarcadora;

Procedente Aguardando Laudo: em que a transportadora reconhece o evento, mas para dar continuidade à solicitação e assumir o débito, ele requer um laudo de que a mercadoria foi incinerada ou descartada, por exemplo;

Procedente Allowence: em que a transportadora reconhece o evento, mas requer que seja criada uma cobrança à parte referente a esse ressarcimento;

Procedente Sem Débito: em que a transportadora reconhece o evento, mas não há incidência de débito entre as partes;

Não Procedente: em que a transportadora não reconhece o evento. Por exemplo: fiz a entrega e fotografei todas as caixas, não havia nenhum tipo de avaria. Portanto, não reconheço o débito.



Neste exemplo, eu vou responder que o evento é Procedente com Débito. Ao clicar nessa opção, se abrirá uma modal em que são exibidos os dados da solicitação de ressarcimento e eu posso incluir uma mensagem e até mesmo um anexo. Com a mensagem escrita, clique em Salvar.




O portal i


rá registrar a mensagem e a mesma será enviada ao embarcador e os usuários autorizados deverão dar andamento à solicitação e fazer uma reanálise ou gere a carta de débito.


Por fim, ainda em se tratando de recursos disponíveis para a transportadora, no menu lateral é possível visualizar os usuários e cadastrar novos, bem como editar suas permissões.


Viu como a gente pensa em cada detalhe para tornar a sua operação mais organizada e para que você tenha uma visão clara e centralizada de todas as etapas do seu processo logístico? É por isso que tantas empresas não têm dúvidas e escolhem o Sistema TMS Entregou!


Caso você tenha dúvidas sobre esse ou qualquer outro recurso, entre em contato conosco através do e-mail suporte.entregou@esales.com.br


Até a próxima!



bottom of page